07 julho, 2017

...Broke(n)...

De todas as vezes, que ponderei recomeçar, a escrever e me deixei levar pela preguiça do acto da mesma. Lembrava-me de todos os textos que já partilhei aqui, basicamente o Amor, tema recorrente e o estado da minha Vida/relações.
 
Desta vez não é muito diferente, uma relação instável de 3 anos, com muitos fins e recomeços, traições de ambos os lados, uma ausência sexual imensamente absurda (quem me conhece, dirá k estou sem dúvida doente, por ainda me manter assim, mas de certa forma habituei-me a deixar de ser tão "selvagem" e a saber esperar).
 
Amar têm disto, faz-nos mudar por uma pessoa que nos marca interiormente, mesmo que seja a mais pobre financeiramente falando, mas que de coração é imensa e nos preenche só com o olhar, cheiro, toque ou presença.
 
E mesmo continuando a ter meio mundo a dizer o contrário, eles não sabem o que é sentir tudo isto por uma pessoa, que mesmo sofrendo interiormente (depressão, dores nas costas) e lutando por conseguir vencer na Vida (procurar trabalho, candidatar-se a tudo e mais alguma coisa e nada, em meses, é deveras frustrante!!)
 
Mas tudo junto contribui para um possível fim de relação, que já dói (mais ainda após a "Surpresa" do Fim de semana passado), mesmo sem ainda estar uma decisão tomada, apodera-se o sentimento de vazio e solidão.
 
Quanto a mim, após o ano passado ter uma dívida surpresa da minha ex-amiga que estava associada à minha conta de telemóvel, este ano aparece outra conta surpresa com 12 anos de existência. Loucura de Vida, sem dinheiro e mesmo assim a conseguir ter um sorriso, é obra!!
 
Eu volto....

20 janeiro, 2017

...Associação "Quebrar o Silêncio"...

E porque é importante divulgar associações que ajudam casos tão delicados como este, hoje apresento-vos a Associação "Quebrar o Silêncio", deixo-vos mais abaixo o link para a reportagem completa a explicar todas as formas que eles possuem para ajudar as vítimas de abusos.


"A Quebrar o Silêncio é a primeira associação portuguesa que se dedica exclusivamente ao apoio de homens e rapazes vítimas de abuso sexual. Com sede na baixa lisboeta, a associação oferece apoio gratuito, confidencial e anónimo, através de grupos de apoio e psicoterapia, acessível a qualquer homem. Para solicitar apoio, basta um primeiro contacto por telefone ou e-mail. Chegou a altura de quebrar o silêncio."


Entrevista no site Dezanove.pt


                                     

19 janeiro, 2017