08 novembro, 2014

...Francisco Challenge...



Este desafio começou com alguém e que consiste no seguinte:

 "TAG 5. Esta Tag consiste em responder a 5 questões sobre o blog, criar outras 5 questões e nomear 5 blogs para responderem." Lamento! Nos dias de hoje, não irá ser assim. Todos os que leram até aqui, ficam automaticamente nomeados para responderem nos vossos cantos ou então na caixa dos comentários.


1. Como surgiu a ideia de criar o blog? Quem não escreve um blogue, deve indicar porque lê o meu canto?;

O Blogue nasceu como uma forma de expor o que ia no coração e mente nos inícios das minhas primeiras relações. Quem não escreve um blogue, por norma não me diz porque o lê, mas tenho tido alguns grandes casos de que não escreve e encontra aqui o seu apoio para trabalhos universitários ou apoio pessoal.


 2. Como surgiu o nome dado ao blog? Quem não escreve, deve dizer o que acha do título?;

Eu comparo o meu nome do blogue, às coisas banais da Vida, que a muita gente passa ao lado, da mesma forma que muitos gays ou os seus problemas são ignorados.


 3. Qual a publicação que te é mais especial? Quem não escreve, qual foi o post ou posts que mais te sensibilizaram?;


Sem dúvida a primeira publicação do blogue, por ter sido a primeira pedra e depois a publicação de 15 de Setembro de 2013 "...Férias e a P**a da Saudade II...".

 4. Há algum segredo relacionado com o blog que ainda não tenha sido revelado? Quem não escreve, qual a tua maior curiosidade acerca de mim? Do que escrevi? Do que seja ;) ;
O meu blogue uma janela aberta, só não percebe quem não quer, mas sempre temos as portas e outros buracos para descobrir.



 5. O que te entusiasma na blogosfera? Quem não escreve, qual a tua opinião acerca do que pensas que é a Bloguesfera?


O que me entusiasma, é que mesmo sem nos conhecermos ao vivo, temos alguma ligação e mantemos o contacto muitas vezes pessoal pela nossa partilha de problemas ou bons momentos vividos.

2 comentários:

Namorado P.S. disse...

Sim a tua resposta à pergunta número 5 é bem verdade. Embora não nos conhecemos conseguimos ter alguma empatia pelas pessoas!

Homem, Homossexual e Pai disse...

curti suas respostas! e estou numa preguiça danada de responder as minhas...